Foz do Arelho Virtual

Um blog informativo sobre a Foz do Arelho, Lagoa de Óbidos e região Oeste

Última hora – Procissão da Lagoa

Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima presente na Procissão da Lagoa e no lançamento da 1ª pedra da ampliação da Igreja da Foz do Arelho

Dez anos após a sua última visita à Foz do Arelho, circunstâncias felizes de última hora e muitas boas vontades congregaram-se para trazer, de novo, a esta localidade a imagem peregrina de Nª Sra. de Fátima, permitindo a sua presença na Procissão da Lagoa e no lançamento da 1ª pedra da ampliação da Igreja, que se realizarão, respectivamente, às 21 horas do dia 11 e às 17 horas do dia 12.

Serão momentos de grande alegria para todos os habitantes desta Vila e das comunidades limítrofes e para todos aqueles que habitualmente frequentam a Foz do Arelho. A presença da imagem peregrina possibilitará a todos demonstrarem o muito amor que sentem por Nossa Senhora e a grande fé que têm na sua intercessão junto de Deus.

A Comissão para a Construção da Nova Igreja da Foz do Arelho convida todos a associarem-se nas boas vindas à imagem peregrina de Nª Sra. de Fátima, comparecendo nestes dois eventos e participando nos restantes tempos de oração que terão lugar durante a permanência da imagem de 11 a 13 de Junho, na Foz do Arelho, Nadadouro e Serra do Bouro.

Publicado a 2010-06-07

Voltar

Procurar no website



Sugestões

Junta de Freguesia

    Redes Sociais

    Fotografias!

    

    Um comentário

    1. MAC diz:

      Há 10 anos atrás eu estava, como sempre fiz, com o meu barco na procissão e aconteceu um curioso caso que conto frequentemente como exemplo de algo que não é facilmente explicado.

      Nessa noite estava bastante vento, pelo que se adivinhava uma procissão de velas, sem velas…

      Estivemos durante bastante tempo a navegar desde que saímos do cais da Foz do Arelho até chegarmos à zona do cais palafitico do braço da barrosa, onde a imagem iria ser embarcada.

      A imagem ainda demorou algum tempo a ser embarcada pelo que o cortejo das embarcações se manteve ao largo a aguardar, sempre fustigados pelo habitual vento de noroeste que se faz sentir na lagoa.

      Observávamos à distancia o processo do embarque da Imagem sem lhe prestar grande atenção, uma vez que o ambiente nas embarcações estava animado e ainda era bastante informal antes do iniciar da procissão.

      Entretanto escutámos cânticos a vir da margem, pelo que concluímos que a imagem havia já sido embarcada e que a procissão iria ter inicio. Seguramente ainda não teriam passados dois minutos do inicio dos cânticos quando o vento subitamente começou a amainar…

      Eu sou de um modo geral céptico mas não pude deixar de notar a coincidência. Num momento estava uma ventania, dois minutos a seguir ao inicio da procissão estava uma perfeita noite de maina.
      As velas foram finalmente acesas, acompanhado a iluminação eléctrica dos embarcações que entretanto já havia sido também ligada.

      E assim continuou, pelo menos durante a hora e tal que durou a procissão até ao desembarque no cais da Foz e durante todo o tempo que lá estive.

      Coincidência ou não, fiquei com uma historia para contar e alegro-me por voltar a ter a imagem no mesmo contexto da procissão, passados que foram estes 10 anos.

      Lá nos encontraremos!

    Comente este assunto - Participe!

    Campos assinalados com (*) são de preenchimento obrigatório!

    Artigos relacionados: